sábado, 2 de julho de 2011

ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ITAPAJÉ: A PRIMEIRA DO NORDESTE E DO CEARÁ

ASSEMBLÉIA DE DEUS EM ITAPAJÉ: A PRIMEIRA DO NORDESTE E DO CEARÁ


Em 19 de Novembro de 1910 chegaram à cidade Belém, capital do Estado do Pará, os missionários Gunnar Vingren e Daniel Berg, procedentes de Chicago (EUA), sendo, porém, originários da Suécia. Os dois se encontraram em Chicago, numa Conferência Pentecostal, e ambos foram inflamados pelo Espírito Santo e tinham em suas vidas a vocação missionária. Tornaram-se amigos e passaram a orar juntos e pedir a direção de Deus para suas vidas. Então Deus deu um sonho ao irmão Olof Uldin, mostrando a palavra Pará, que logo falou aos dois jovens e eles foram a uma biblioteca; lá encontraram que Pará era um estado que ficava ao norte do Brasil. Na mesma hora eles reconheceram que era a resposta de Deus as suas orações e ali mesmo, decidiram que viriam ao Brasil para evangelizar esta nação. Embarcaram exclusivamente por fé, na certeza de estarem dentro do plano de Deus para suas vidas. Ao chegarem a Belém do Pará, muitas foram as dificuldades enfrentadas, mais sempre resolutos e corajosos. Por nenhum momento recuavam e a sua pregação inflamada era: “Jesus salva, cura, batiza com o Espírito Santo e leva para o céu”. Lembrando que as duas primeiras pessoas em solo brasileiro a aceitarem a Doutrina do Espírito Santo, foram: Celina Albuquerque (a primeira pessoa a ser batizada com o Espírito Santo, no dia 8 de junho de 1911), e Maria de Nazaré (esta, foi aquela que trouxe a mensagem alvissareira do Pentecostes ao nosso Estado do Ceará), ela também foi abrasada pelo fogo do Espírito Santo. Da igreja, em Belém do Pará, a irmã Maria de Nazaré, após três anos de sua conversão, a segunda crente batizada com o Espírito Santo e uma das fundadoras da Igreja naquela cidade, saiu, em 18 de Junho de 1911, com destino ao Ceará, sua terra natal, para testificar aos seus parentes que moravam em São Francisco de Uruburetama, hoje Itapajé, distante 120 km de Fortaleza. Eles não aceitaram seu testemunho de fé, nem a receberam, como nas proximidades do Sítio Santana havia uma Igreja Presbiteriana, dirigiu-se ao dirigente Raimundo Sales Gomes e seu genro Vicente Sales Bastos. Maria de Nazaré testificou para aqueles irmãos acerca do batismo com o Espírito Santo; sua mensagem foi tão vibrante e penetrante que todos aceitaram a mensagem pentecostal. Depois de alguns dias com aqueles irmãos, Maria de Nazaré voltou a Belém e contou para a Igreja e para os Pastores Daniel Berg e Gunnar Vingren como Deus abençoara sua viagem ao Ceará. Animada pela vitória que Deus lhe concedera, Maria de Nazaré visitou outra congregação que funcionava na Fazenda Lagoinha, propriedade de Cordulino Teixeira Bastos, e anunciou a mesma mensagem. Na citada fazenda aconteceu o primeiro culto e grande foi o crescimento dos que aceitaram a doutrina pentecostal. Por conta disso, foi ali construído o 1º templo da Igreja Evangélica Assembléia de Deus, em nosso estado. A Igreja, em Belém, sem nenhuma demora, enviou ao Ceará o Evangelista Adriano de Almeida Nobre, cearense, nascido em Pacatuba. Adriano Nobre viajou de navio, de Belém a Camocim, de onde tomou um trem até Sobral; comprou um jumento, pôs sobre ele os seus pertences, e seguiu a pé para Lagoinha, distante de Sobral cerca de 90 km. Exausto, com os pés inchados e feridos, foi calorosamente recebido pelos irmãos daquele lugar, antes presbiterianos, mas agora, convictos e avivados pela chama pentecostal. O Ev. Adriano Nobre começou a pregar e testificar e muita gente aceitou a Jesus como seu salvador. Cerca de 200 pessoas foram batizadas com o Espírito Santo. Era Julho de 1914. Muitos se levantaram contra o pregador, que foi preso e escarnecido nas ruas de São Francisco de Uruburetama, atualmente cidade de Itapajé; o pastor foi lançado na cadeia pública, apenas com suas roupas íntimas. O juiz daquela comarca, o Dr. Olívio Câmara, tomando conhecimento do desagradável e injusto acontecimento, mandou soltá-lo imediatamente. Ele saiu da prisão cantando hinos de louvor a Deus, e testificando para os soldados e pessoas presentes. Adriano Nobre depois de visitar e confortar a Igreja demorou apenas alguns dias naquele lugar, voltando a Belém do Pará. Porém, a Igreja continuou firme nos caminhos do Senhor, orando para que Deus lhes enviasse um novo pastor. Em 1915, o missionário Gunnar Vingrem visitou a Igreja em sua sede Lagoinha, consagrou a pastor um cooperador do trabalho, Vicente Sales Bastos, através do qual Deus fez uma grande obra em toda aquela vasta região. Em 1919, o missionário Oto Nelson também veio ao Ceará, pregou na Câmara Municipal de São Francisco de Uruburetama, trazendo um novo e abençoado avivamento para a Igreja. O tempo foi passando e Deus continuou abençoando seu trabalho. Em Itapajé e na região norte do estado, a igreja comemora todos os anos com muita alegria e gratidão a Deus, o dia 20 de julho de 1914, como data de sua fundação.

Postado no Blog Raimundo Moura

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário